Diagnóstico de Hipotireoidismo

Um dos maiores problemas com o diagnóstico de hipotireoidismo, atualmente, é a falta de confiabilidade dos testes que é utilizado. Muitos médicos baseiam seus diagnósticos de hipotireoidismo apenas nos níveis de Hormônio tireoestimulante (TSH).

Mas a taxa de TSH sozinha, não fornece provas suficientes para um diagnóstico de hipotireoidismo adequado. E como este é basicamente o único teste que os médicos usam, a maioria das pessoas com hipotireoidismo não são corretamente diagnosticadas.

Mas esta é uma questão ainda mais complicada.

Métodos de Diagnóstico do HipotireioidismoLogo abaixo eu irei abordar dois temas controversos sobre testes laboratoriais usados para fazer diagnóstico de hipotireoidismo e porque eles não são úteis.

Então eu também vou listar as melhores opções existentes, juntamente com uma das maneiras mais fáceis e precisas que você pode se auto-diagnosticar.

Métodos de Diagnóstico Ruins

Índice de Hormônio Tireoestimulante (TSH)

Não há dúvidas que o hipotireoidismo é de longe o problema de saúde mais sub-diagnosticado atualmente. E a maior razão para isto é o fato dos intervalos de taxas de referência usados no diagnostico serem completamente falsos.

Se você realmente quiser entrar em detalhes, não se esqueça de checar o meu manuscrito, 7 soluções simples para Hipotireoidismo, onde eu entro em detalhes do assunto.

Mas os intervalos de referências usados atualmente foram baseados nos antigos testes de iodo ligado a proteína que eram considerados padrão ouro para o diagnóstico de hipotireoidismo. Mas, desde então, tem havido muita pesquisa mostrando que este teste era um pobre indicador de hipotireoidismo.

Mas, além deste problema catastrófico, o TSH ainda não é um bom indicador de hipotireoidismo. E isso porque há uma abundância de outros fatores independentes do hipotireoidismo, que podem efetivamente reduzir seus níveis de TSH, dando um diagnóstico falso negativo de hipotireoidismo.

Algumas delas incluem as influências hormonais do:

  • Envelhecimento
  • Estresse excessivo ou cortisol
  • Infecção
  • Dor ou trauma
  • Má alimentação
  • Cafeína
  • Febre
  • Adrenalina
  • Somatostatina
  • Dopamina ou L-dopa
  • Anfetamina
  • Efeito feedback dos hormônios da tireoide

Índice de T3 livre e T4 livre

A ideia de medir T3 e T4 livre é outro tema muito controverso. A teoria de hormônio livre foi originalmente desenvolvida com base em uma compreensão limitada das células humanas. E a pesquisa refuta claramente esta teoria, embora alguns profissionais de saúde continuem a fazer o diagnóstico de hipotireoidismo embasados nesses resultados.

Quando os hormônios entram na corrente sanguínea, eles são transportados para as células, pelas chamadas proteínas de transporte. A teoria do hormônio livre foi baseada na ideia de que os hormônios tinham que estar “livres” ou separados destas proteínas para que estes hormônios tireoidianos pudessem penetrar em suas células e exercer sua função.

Mas a pesquisa mostrou que estas proteínas de transporte também podem penetrar nas células enquanto carreiam os hormônios, o que se pensava ser impossível.

Então, quando você contabiliza somente o hormônio “livre” (5%) em sua corrente sanguínea, você não está contabilizando os outros 95% do hormônio que ainda estão ativos.

Isto significa que os hormônios da tiróide livres não são um bom indicador de hipotiroidismo e não devem ser usados como base para diagnóstico.

Métodos de Diagnóstico Bons

Abordagem Abrangente do Exame de Sangue

Uma maneira útil de diagnosticar o hipotireoidismo é observar coletivamente os indicadores múltiplos, que irão fornecer uma melhor imagem de como a sua tireoide está funcionando.
Alguns indicadores úteis observados no exame de sangue incluem:

  • Colesterol
  • Albumina
  • Glicose
  • Sódio
  • Lactato
  • T4 total
  • T3 total

Por exemplo, é sabido que o colesterol é diretamente proporcional ao hipotireoidismo. Assim, o colesterol elevado é um indicador. O hipotiroidismo também resulta na produção de ácido láctico de modo que a medição do nível de lactato no sangue pode fornecer outro indicador útil. O hipotireoidismo também faz com que seu corpo perca sódio em um ritmo acelerado. Assim, os níveis baixos de sódio são outro indicador.

Quando muitos destes indicadores apontam para o mesmo problema, então um diagnóstico de hipotireoidismo pode ser feito de forma clara.

Uma das melhores coisas sobre o exame de sangue é que ele também pode ser usado para auxiliar na escolha do tratamento ideal, dando-lhe ainda mais dados sobre qual é a etiologia do problema.

Taxa Metabólica Basal

A Taxa Metabólica Basal (TMB), quando determinada pelo laboratório, era o padrão ouro dos médicos de antigamente, que confirmaram diagnóstico de hipotireoidismo em 40-45% da população.

Os médicos ligavam o paciente a uma máquina que aferia seu consumo de oxigênio, isso era um indicador claro da função tireoideana. Quando você está com hipotireoidismo, seu corpo muda de acordo com seu sistema de energia oxidativa, que prontamente utiliza oxigênio para outros sistemas de energia menos eficientes na utilização de oxigênio.

Reflexo Aquiliano

O Reflexo de Aquiles é um teste físico para o hipotireoidismo que foi usado há muito tempo, juntamente com a TMB, quem ainda é muito válido e útil.

Um dos sintomas bem conhecidos do hipotiroidismo é o retardado dos reflexos nervosos. Assim, você pode facilmente testar o reflexo relacionado ao seu tendão de Aquiles. Com um reflexo saudável, o músculo irá relaxar e imediatamente e seu  pé irá oscilar rapidamente de volta à sua posição de repouso. Mas no reflexo ruim, o pé lentamente retorna à sua posição de repouso. Este teste muitas vezes é utilizado para auxiliar o diagnóstico de hipotireoidismo.

Método Diagnósticos de Hipotireoidismo Recomendados

Temperatura Matinal

Monitorar a temperatura matinal foi um conceito iniciado por um médico americano com o nome de Broda Barnes. Broda Barnes descobriu que sua temperatura matinal, que é determinada pelo seu metabolismo, pode ser fortemente correlacionada com a saúde da sua tireoide.

A temperatura matinal em 97,8 ° F (36,5 ° C) ou menor, é altamente indicativa de hipotiroidismo.

Obviamente, existem fatores que podem afetar a precisão desta aferição, tais como clima, hormônios do estresse, etc, mas este é um teste fácil, que você pode fazer no conforto da sua própria casa, e obter mais precisão nele do que na maioria dos testes laboratoriais.

Pulso

O fisiologista e endócrino respeitado, Dr. Raymond Peat, descobriu que em climas mais quentes a temperatura matinal das pessoas não era o meio mais preciso de fazer um diagnóstico de hipotireoidismo. Observe que quando a temperatura do ar está quente, a sua tireoide não tem que fazer muito esforço para manter a sua temperatura de 98,6 ° F (37 ° C).

Então não faz sentido medir a capacidade funcional da tireoide quando eu ela não precisa trabalhar muito para funcionar.

Dr. Peat também notou uma pulsação muito baixa naqueles que sofrem de hipotireoidismo, mesmo quando a temperatura central era influenciada pela temperatura do ar. A partir do momento que essas pessoas começaram a fazer uso da suplementação tireoidiana, suas taxas de pulso retornaram ao normal.

Assim, levando em consideração a sua temperatura matinal e a pulsação, você obterá resultados mais precisos.

Segundo o Dr. Peat, a média da frequência cardíaca de repouso de uma pessoa saudável é de 85 batimentos por minuto. Já nas pessoas menos saudáveis, a média de pulsação fica perto de 70 batimentos por minuto, esses índices, em conjunto com outros indicadores podem ser usados para auxiliar no diagnóstico de hipotireoidismo.

Triagem Terapêutica

Tenha paciência comigo, porque este é um ponto limítrofe. Na verdade, é tão complicado que os médicos de hoje não se atrevem a usá-lo (por favor, note o sarcasmo).

Eu mencionei anteriormente que antes do diagnóstico de hipotireoidismo ser feito através des exames laboratoriais defeituosos usados atualmente, os médicos usavam a triagem terapeutica para confirmar o seu diagnóstico.

Equipado com esta nova ideia, os médicos fazem o diagnóstico baseado em sintomas de seus pacientes, resultados de vários testes, e suas próprias opiniões clínicas.

Mas, durante todo o tratamento, alguns dos indicadores que foram mencionados acima, tais como a TMB, colesterol, temperaturas, e taxa de reflexo foram monitorizadas continuamente para melhorar o diagnóstico.

Se os sintomas dos pacientes melhorarem com os indicadores clínicos melhorando em seguida, o diagnóstico de hipotiroidismo foi confirmado.

Esse tipo de triagem terapêutica ainda pode ser usado hoje. Se os seus sintomas de hipotireoidismo melhorarem juntamente com a normatização da sua temperatura e pulso, então é seguro dizer que a seu auto-diagnóstico foi confirmado.

Esperamos que este relato tenha aberto seus olhos para alguns dos maiores problemas associados ao absoluto sub-diagnóstico de hipotireoidismo. E espero que ele tenha aberto seus olhos para algumas coisas que você possa fazer para se auto diagnosticar de hipotireoidismo e monitorar o seu progresso com o uso de uma dieta e triagem terapêutica.

Comentários

  1. António Wilton De Almeida diz

    Dr., É verdade ou mito, que as pessoas que são portadoras de hipotireoidismo, não podem fazer esforço físico?

    • Luciana diz

      É verdade quem tem hipotireoidismo não pode fazer esforço físico?

    • Mayla diz

      Também tenho a curiosidade de saber se a pessoa que tem magreza e não tem colesterol alto pode ter mais complicações quanto ao hipotireoidismo?

  2. Elizabeth Pereira diz

    Tenho quase todos os sintomas de hipotireoidismo, só não engordo.
    Faço o t3 e t4 de quatro em quatro meses e minha taxa tem se mantido em 4,6 ou 3,5 nunca menos. Já fiz ultrassom da tireoide e se não me engano o tamanho dela é de 6,o.
    Porém minha endocrinologista não aceita ser hipotireoidismo. Meu colesterol só abaixa com medicação (sinvastatina), sou sonolenta 24 horas por dia, sempre cansada, desanimada, depressiva, meu cabelo cai muito, minhas unhas descamam, tenho taquicardia (já fui ao cardiologista e fiz uma bateria de exames e nada!), sinto a sensação de estar constantemente doente no inverno, prisão de ventre e etc.
    Já fui em diversos médicos de outras especializações para descobrir o que eu tenho e os exames não dão nada e outros já levantaram a hipotese do hipotiroidismo. Só minha endocrinologista é que não concorda! Só quero descobrir o que eu tenho, pois até varrer a casa já me deixa esgotada, não faço caminhada porque me sinto péssima! Quero voltar a ser a pessoa de antes. Estou com 57 anos, não fumo, não bebo, trabalho normalmente em minha profissão. O que mais devo fazer?

    • Patricia diz

      Como está seu cortisol? Procure seu médico para ver se é possivél no seu caso ser sindrome de Cushing.

      • Elizabeth diz

        Nenhum médico até hoje me pediu este exame!

    • Tatiana diz

      Sinto o msm que você Elisabeth, mas a médica que eu fui disse que minha taxa estava alterada, mas estava normal, que me deixou confusa demais. Estou indo a outro especialista, já que essa é mais confusa que eu.

    • Rose diz

      Você já pensou em falar com outro profissional da tireoide e ver a opinião desse outro médico? Talvez lhe servisse de nova luz no final do túnel.

  3. Socorro Pereira diz

    Comecei o tratamento de hiportireiodismo baseada nos exames de TSH,T4,T4livre e T3 e até agora não tive resposta satisfatória. Tem hora que estou bem, tem hora que sinto muinto cansaço, arritmia e agora estou com pressão alta. Não sei o que mais fazer.

  4. Rodrigo diz

    Boa noite,

    Gostaria de saber se uma pessoa que tem hipotiroidismo não pode fazer musculação ou qualquer outra atividade física.

    Grato

  5. Thais diz

    Desde outubro do ano passado o meu T4L varia de 0,967 a 1,0. Isso pode ser hipotireoidismo?

  6. Tania Alves diz

    Realmente, meus exames estavam normais exceto colesterol alto. Eu apresentava inúmeros sinais e sintomas, entre eles, hipotermia (34,8ºC em média). A endocrinologista decidiu repor T4, hoje estou otima, a temperatura fica em torno de 35,8º, mas já melhorei muito nesses 3 meses.

  7. Vilma diz

    O Doutor indica algum médico em Belo Horizonte? Nenhum que já fui falarem sobre isso tudo que o Sr. disse. Acho que não estou pior porque tomo muita homeopatia.

  8. Débora diz

    Por que a albumina é usada como indicador de hipotireoidismo, o que causa baixa de albumina nestes casos?

  9. Delma Soares diz

    Bom eia,
    Os ultimos resultados dos meus exames T4:10,5
    TSH:0,83. Gostaria de saber se está normal?

  10. Catiuse Scariot diz

    Dr. Gostaria de fazer estes testes complementares, mas tomo todos os dias pela manha uma dose de 100mg de puran t4, neste, caso tambem devo apresentar temperatura e batimentos cardiacos como mencionado anteriormente?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>